[continuação da publicação anterior]

 

 

 

 

As queimaduras podem resultar de líquidos quentes, tais como a água do banho, o biberão ou a sopa. A corrente eléctrica pode também ser causa de queimaduras graves. E, claro, a exposição prolongada e desprotegida ao sol. Deste modo, torna-se fundamental:


- Verificar a temperatura da água antes de iniciar o banho (usar o dorso da mão ou cotovelo; existem termómetros próprios para o efeito)

- Colocar primeiro a água fria e depois ir acrescentando a água quente

- Não deixar líquidos quentes, como a sopa ao alcance do bebé

- Colocar objectos quentes como velas acesas e ferro aquecido em lugares altos

- Colocar tampas de plástico nas tomadas eléctricas

- Manter o bebé afastado de mesas com toalhas compridas

- Não deixar o bebé em exposição prolongada ao sol e quando exposto usar protector solar com factor elevado, t-shirt de cor clara, chapéu e óculos de sol 

- Não deixar a criança dentro do carro estacionado, principalmente no Verão

- Não permitir que a criança brinque com aparelhos eléctricos.


 

As feridas podem ser frequentes no primeiro ano de vida, principalmente causadas por objectos pontiagudos, mordeduras de animais domésticos e picadas de insecto, felizmente podem ser prevenidas tendo em consideração as seguintes medidas:

 

- Afastar objectos pontiagudos e afiados do bebé e nunca usá-los como brinquedos

- Dar ao bebé brinquedos que sejam lisos, arredondados, feitos de madeira ou plástico

- Não usar louça quebrável e não permitir que o bebé se alimente sozinho com o garfo

- Proteger o bebé dos animais domésticos

- Aplicar repelente para insectos no carrinho de bebé e roupas do mesmo, tendo em atenção de não fazê-lo em áreas que o bebé possa levar à boca

 

 

As intoxicações mais frequentes ocorrem pela ingestão de medicamentos ao alcance da criança, por produtos de limpeza e bebidas alcoólicas. As medidas preventivas consistem em:


- Manter os medicamentos, pesticidas, insecticidas, artigos de limpeza e outros fora do alcance da criança, protegendo-os num armário fechado à chave que se deve esconder, pois a criança poderá ser capaz de o abrir

- Manter os produtos fechados em recipientes com tampa de segurança 

- Ter em casa a quantidade mínima de produtos tóxicos e medicamentos

 

Ponha-se de joelhos, ao nível do bebé, olhe para todos os lados, para debaixo dos móveis... E tente descobrir outros potenciais perigos para o seu filho!


publicado por Ovócito às 08:12