No primeiro ano de vida o desenvolvimento físico do bebé é rápido. À medida que os dias passam surgem os primeiros movimentos, começa a agarrar os objectos, a virar-se, a se sentar, a gatinhar, a andar... Estando então sujeito a alguns perigos!

Os acidentes infantis estão entre as cinco principais causas de morte das crianças. Por outro lado, podem deixar sequelas físicas ou psicológicas, comprometendo o futuro da criança.

É importante ter em conta que este tipo de problemas não acontece só aos outros, logo é necessário estar atento aos riscos e evitá-los. Mas não quer isto dizer que se vá fechar a criança numa redoma, pois ela precisa de contactar com o ambiente e criar os seus próprios mecanismos de defesa!

 

 

Os acidentes mais comuns no primeiro ano de vida são as quedas, asfixias, afogamentos, acidentes de viação, choques eléctricos, intoxicações, queimaduras e outras feridas. 

 

 

Relativamente à prevenção das quedas, podem e devem ser tomadas as seguintes medidas:

 

- Elevar sempre as grades do berço 

- Nunca deixar o bebé sobre uma superfície alta sem vigilância, até mesmo os mais pequenos (é preferível colocá-los no chão)

- Não deixar o bebé sozinho nos cadeirões e sofás

- Evitar usar andarilhos (não têm qualquer interesse para o desenvolvimento do bebé e são muitas vezes causadores de acidentes)

- Proteger as escadas, nos dois extremos com grades, em que o espaço entre elas seja inferior à cabeça do bebé

- Utilizar sapatos seguros (que não escorreguem)

- Proteger varandas e janelas de fácil acesso com redes mais estreitas e que não permitam que o bebé trepe.

 

 

A asfixia pode ser provocada por aspiração brônquica de objectos e/ou alimentos, estrangulamento ou afogamento. E de modo a preveni-la é importante:

 

 

- Manter pequenos objectos como moedas, clipes, pregos, agulhas, anéis fora do alcance da criança

- Manter sacos de plástico fora do alcance do bebé

- Colocar o bebé a domir de barriga para cima         

- Não dormir com o bebé na mesma cama

- Não prender a chupeta com o fio à volta do pescoço do bebé

- Ter em atenção o uso de brincos, colares e pulseiras 

- Retirar o babete e/ou gorro antes de dormir

- Nunca deixar o bebé sozinho na banheira (mesmo com pouca água)

- Escolher brinquedos grandes, resistentes e sem pequenas peças soltas

- Obedecer às normas de segurança dos brinquedos (adequados à idade) 

- Não dar o biberão ao bebé deitado ou deixá-lo sozinho com ele

- Regular o orifício da tetina de modo que o bebé mame sem dificuldade

- Não deitar o bebé de barriga para cima logo após a mamada sem eructar (pode bolsar e engasgar-se)

Cortar os alimentos em pedaços pequenos 

- Limpar os alimentos de todas as espinhas e caroços antes de os dar à criança

 

 

De modo a prevenir os acidentes de viação:

 

- Transportar o bebé em cadeira adequada e com cintos de segurança

- Não colocar o bebé sobre o banco do carro, no colo ou na alcofa

- Não colocar o carrinho do bebé atrás de um carro estacionado

- Não deixar a criança gatinhar ou andar atrás de um carro estacionado

 

 

 

[dado a vastidão do tema, o mesmo será abordado em duas publicações distintas]


publicado por Ovócito às 17:41